quarta-feira, 14 de novembro de 2012

ABRADILAN realiza a maior feira do setor farmacêutico em SP

melhorar a eficiência dos distribuidores farmaceuticos

"A ADVFarma lança na Feira da ABRADILAN, o ADVendas, programa para apoiar os representantes dos distribuidores em melhorar a eficiência de sua ação junto às farmácias. Ele fornece aos representantes e gestores dos distribuidores a posição on line de vendas realizadas naquele PDV, permitindo orientar a ação de vendas de forma muito mais eficaz. Este programa foi desenvolvido em conjunto com a Digital Buzz, empresa parceira da Direct Link Consultoria em WEB 2.0." Eduardo Faddul

Por Abradilan



www.dlconsultoria.com

Por que você está online?

objetivo na internet
"Eu preciso estar na Internet". Quem já ouviu essa frase em uma reunião ou prospecção com cliente? E ao questionar o porquê, ouviu que "é porque está na moda" ou "porque minha concorrência também está". Eu já ouvi até um "ué, porque todo mundo está! Minha sobrinha é viciada em Facebook". E quer saber o pior? Fechamos a conta nas redes sociais desse cliente por causa disso!

Uma empresa que nasceu na rede social LinkedIn

linkedin
Há pouco mais de um ano, o administrador Helder Sampaio, hoje também Diretor Executivo e Desenvolvimento de Parcerias, lançou uma proposta em um grupo da rede social LinkedIn: Quero montar uma empresa de consultoria que funcione de forma colaborativa. Quem aceita?

Obviamente os contatos foram muitos, as mensagens inumeráveis e poucos ficaram realmente até a concretização. E assim nascia em "berço social" a startup BRexperts.

Contando com a “expertise” de empresas solidificadas, formou-se uma consultoria multidisciplinar com células de especialistas e uma rede de colaboradores, sócios, associados e parceiros que atuam em quatro linhas principais de ação: financeira, processos, organização e estratégia.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Produção cai mais que importação segundo Iedi

industrias

Segundo o Instituto de Estudos para o Desenvolvimento da Indústria (Iedi), enquanto as importações de manufaturados do país no acumulado de 2012 caíram 0,8%, a produção industrial local perdeu 3,5%. Isso ocorreu, principalmente devido às exportações, que este ano já recuaram 4,1%. Com o resultado, as vendas externas devem ter queda acima da média mundial.

O Iedi destaca ainda que a indústria aeronáutica (28,3%), máquinas e equipamentos elétricos (11,5%) e máquinas e equipamentos mecânicos (3,4%) foram os únicos com desempenho razoável quanto à competitividade da indústria.

Empresas reinventam usando redes sociais...

explosão das redes sociais

A explosão das redes sociais na internet atrai o interesse das empresas e da figura do "community manager", uma função corporativa online, que ganha força e se configura como uma boa solução para empresas que começam ou têm que se reinventar.

Sabia que graças aos inúmeros admiradores de uma página do Facebook, a Ikea fez uma festa do pijama só para eles? Sim, a empresa sueca vem se transformando em uma das companhias mais inovadoras convidando seus fãs para lanches, massagens e sessões de manicure.

Jovens trocam vendedores por tablets e redes sociais

vendedores são trocados por tablets e redes sociais
Para uma geração de consumidores criados com o Google e o comércio virtual, a resposta a "precisa de ajuda?" é cada vez mais um sonoro "não", mesmo em varejistas como a Nordstrom, que ganharam fama com o atendimento ao consumidor. Porém, em vez de ficarem na defensiva, algumas marcas estão aceitando a mudança e criando novos toques pessoais que contam com aparelhos, e não vendedores.

Por exemplo, a Bobbi Brown tem televisões de tela sensível ao toque para demonstrar olhos esfumaçados perfeitos, algo que antes era domínio exclusivo dos maquiadores. Já a loja de calçados de LeBron James, em Miami, tem 50 iPads para descrever as mercadorias. A Macy's está testando estações de cosméticos nas quais tablets trazem resenhas e dicas. E na C. Wonder, os compradores usam um dispositivo sensível ao toque para personalizar a iluminação e a música nos provadores (também existe um botão caso, como antigamente, precisem pedir ajuda).

O que Acaba com os Potenciais Talentos em Vendas

pesquisa vendas


O que pode ser?

Prospectar através de ligações frias?
Não seguir um sistema ou método de trabalho?
Falhar na qualificação?

Na verdade, existem centenas de armadilhas em vendas, mas a maior de todas, em minha opinião, é a procrastinação.Tenho certeza que muitos de vocês estão pensando "eu farei isso amanhã".

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Estudo identifica perfil de recrutamento de executivos mais requisitados

recrutamento de executivos

Estudo da Michael Page, empresa líder mundial em recrutamento executivo associada ao PageGroup, traça um perfil das demandas mais frequentes do mercado trabalho no País para executivos. De acordo com o coordenador do estudo, que teve como base as mais de mil ofertas abertas no site brasileiro da consultoria em outubro, o diretor de marketing do PageGroup para o Brasil e América Latina, Sergio Sabino, trata-se um retrato fiel do que as empresas que estão contratando buscam nesse momento. “Estamos falando de um universo amplo. São demandas de praticamente todos os setores da economia que já iniciam um processo de retomada nas contratações de olho em 2013”, afirma o executivo.

CBVP lança pedra fundamental de fábrica.

primeira fábrica de vidros planos do Nordeste
A Companhia Brasileira de Vidros Planos (CBVP) lança nesta quinta-feira (15), às 10h, a pedra fundamental da primeira fábrica de vidros planos do Nordeste. O empreendimento do Grupo Cornélio Brennand, cujo investimento inicial pulou de R$ 333 milhões para R$ 777 milhões, ficará em Goiana, próximo à futura fábrica da Fiat. O governador Eduardo Campos participará da solenidade que marca o início das obras civis.

Faturamento do comércio eletrônico cresce 26% em 2011

As cinco categorias mais vendidas

O comércio eletrônico brasileiro faturou R$ 18,7 bilhões em 2011, valor 26% maior que o alcançado em 2010, de acordo com a e-bit, empresa especializada em informações do e-commerce. O tíquete médio foi de R$ 350. Ao todo, 32 milhões de pessoas compraram pela internet no ano, sendo que 9 milhões foram novos e-consumidores. Do total desses clientes, 61% pertencem à classe C. Esses dados fazem parte da 25° edição do relatório WebShoppers, elaborado pela e-bit com apoio da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net) e da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio).

5 dicas para aumentar a qualidade no atendimento ao cliente

atendimento

Você só existe enquanto empresa se houver um cliente disposto a comprar seu produto ou serviço. Ponto. Não há como discutir com essa realidade. Mas há empresas e profissionais (médicos, por exemplo), que ignoram solenemente essa máxima.

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Por que um plano de vendas.

Eduardo Faddul 3

Parece obvio que realizar o planejamento de vendas é coisa básica. Porem a realidade é um pouco diferente. Mais importante do que o plano de vendas em si, é a disciplina com que é seguido. Planos de vendas não são um instrumento de adoração, ou revolta, ele deve expressar a disposição de compreender de forma elaborada, os grandes objetivos e a missão de equipe de vendas.

É hora de falar sério sobre mídias sociais

Aceite seu novo recurso estratégico
Todos os CMOs querem a mesma coisa: fazer sua organização muito mais centrada no consumidor do que focada em produtos ou canais. Mas compreender o cliente atual significa tornar-se muito mais sério em relação às mídias sociais. Como continuamos a ver, as mídias sociais transformam não somente a forma como as marcas se comunicam, mas também englobam outras funções de marketing, incluídos o atendimento ao consumidor, pesquisa, base de dados cadastrais e desenvolvimento de produtos. As mídias sociais continuam a evoluir rapidamente.

Área comercial foi a que mais contratou em fevereiro, diz consultoria em RH



área comercial evendas

Em fevereiro de 2012, o setor comercial foi o que mais ofereceu empregos, segundo um levantamento mensal realizado pela consultoria Ricardo Xavier Recursos Humanos.

De acordo com as informações divulgadas nesta quarta-feira (7), o segmento em questão concentrou cerca de 10,6% das oportunidades.

Na sequência, destacaram-se áreas como engenharia, com 9,7% das vagas, e administrativa, com 7%. Já o setor financeiro alcançou a quarta posição, registrando 5,9% da demanda por profissionais.

O poder das mulheres nas vendas

mulheres vendendo
Já foi o tempo em que as mulheres eram consideradas sexo frágil, que viviam à sombra do marido, por exemplo. Atualmente, elas assumiram cargos de responsabilidade como a presidência do Brasil (Dilma Rousseff), a diretoria do FMI (Christine Lagarde), a presidência da Petrobrás (Graça Foster), entre outras, e estão ganhando destaque em todos os setores da economia. Quando se fala em vendas, habilidade até pouco tempo explorada, principalmente, pelos homens, elas também demonstram ter capacidade de atuar gerando bons resultados, pois sabem como encantar o cliente, conduzir uma negociação com calma e ser flexíveis na administração dos conflitos.

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Gestor deve analisar equipe ao estipular metas de vendas

definir metas de vendas
Definir metas é fundamental tanto para o vendedor quanto para o gestor. Assim, o vendedor sabe o que a empresa espera dele e o gestor, por sua vez, pode acompanhar o seu desempenho. A existência de metas, no entanto, não é garantia de boa gestão administrativa. É preciso saber estipular as metas e fazer com que elas sejam estimulantes para o funcionário.

É hora de falar sério sobre mídias sociais

midias sociais

Todos os CMOs querem a mesma coisa: fazer sua organização muito mais centrada no consumidor do que focada em produtos ou canais. Mas compreender o cliente atual significa tornar-se muito mais sério em relação às mídias sociais. Como continuamos a ver, as mídias sociais transformam não somente a forma como as marcas se comunicam, mas também englobam outras funções de marketing, incluídos o atendimento ao consumidor, pesquisa, base de dados cadastrais e desenvolvimento de produtos. As mídias sociais continuam a evoluir rapidamente.

Área comercial foi a que mais contratou em fevereiro, diz consultoria em RH

Em fevereiro de 2012, o setor comercial foi o que mais ofereceu empregos, segundo um levantamento mensal realizado pela consultoria Ricardo Xavier Recursos Humanos.

De acordo com as informações divulgadas nesta quarta-feira (7), o segmento em questão concentrou cerca de 10,6% das oportunidades.

Na sequência, destacaram-se áreas como engenharia, com 9,7% das vagas, e administrativa, com 7%. Já o setor financeiro alcançou a quarta posição, registrando 5,9% da demanda por profissionais.

O poder das mulheres nas vendas

Graça Foster Petrobrás
Graça Foster - Petrobras


Já foi o tempo em que as mulheres eram consideradas sexo frágil, que viviam à sombra do marido, por exemplo. Atualmente, elas assumiram cargos de responsabilidade como a presidência do Brasil (Dilma Rousseff), a diretoria do FMI (Christine Lagarde), a presidência da Petrobrás (Graça Foster), entre outras, e estão ganhando destaque em todos os setores da economia.

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Bom processo de venda agrada clientes e evita reclamações



 erro das empresas é achar que a venda termina no instante/pré venda, pós venda marketing


Mesmo que os empreendedores saibam da importância de um cliente satisfeito para o sucesso da empresa, ainda assim muitos acabam cometendo deslizes. "O erro das empresas é achar que a venda termina no instante em que a pessoa recebeu o serviço ou o bem", afirma o professor de marketing da Universidade de São Paulo (USP) Marcos Cortez Campomar.

Investir em uma pré-venda e em uma venda adequadas é uma boa opção para o empresário se prevenir de futuras reclamações. Isso inclui informar ao máximo o cliente sobre o produto (por meio de publicidade ou de outros materiais) e também passar informações detalhadas e corretas na hora de fechar o negócio. Antes de abrir as portas ao público, o empreendedor deve treinar seus funcionários para que estejam capacitados a resolver um problema ou responder a perguntas.

Veja duas dicas de especialistas para melhorar o processo de pré-vendas, vendas e pós-vendas e evitar reclamações de clientes insatisfeitos.

1. A pré-venda e a venda são os primeiros passos do pós-venda

O desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo e professor de Direito da Pontifícia Universidade Católica de Direito de São Paulo Sérgio Shimura aponta a publicidade transparente e de fácil acesso como etapas importantes da pré-venda. "Anúncio tem que ser muito claro. Não pode ser abusivo e muito menos enganoso", diz. Para não cair nessa armadilha, uma dica é ter frases como "para maiores informações, acesse nosso site".

Especialista em projetos interativos na internet há 16 anos, René de Paula Júnior afirma que é muito importante ter uma equipe de vendas bem treinada. "A equipe deve ser muito disciplinada, porque isso acaba voltando para a empresa", afirma.

2. Seja pró-ativo no pós-venda

Após treinar a equipe, investir em atendimento de boa qualidade e produzir uma propaganda transparente, é hora de partir para o pós-venda. "O erro das empresas é achar que a venda termina no instante em que a pessoa recebeu o serviço ou o bem. Eles não ligam para saber se o cliente está bem, mas para oferecer mais alguma coisa", afirma Campomar.

“O interessante na pesquisa é lembrar que os clientes desejam somente comprar o que necessitam e querem que lhe seja entregue o que adquiriu. Algo óbvio, mas em se tratando de Brasil, não parece tanto assim.” Eduardo Faddul – Direct Link Consultoria

Continue lendo: Bom processo de venda agrada clientes e evita reclamações


www.dlconsultoria.com

Redes sociais começam a cansar

redes sociais começam a cansar - facebook e twitter


Poderá o «boom» das redes sociais já ter passado? Um estudo efectuado no Reino Unido aponta para esse cenário

De acordo com um estudo realizado pelo YouGov uma grande percentagem de britânicos começa a ficar aborrecido com as redes sociais.
Os dados apontam para que 41 por cento dos utilizadores britânicos das redes sociais actualizarem as suas páginas e aceder às mesmas cada vez menos, embora a número de utilizadores registados continue a crescer.

Economia brasileira cresce 2,7% em 2011, aponta IBGE

Mesmo desacelerando, PIB brasileiro fica acima de países ricos

Abatida pelos efeitos da inflação alta e da crise externa, a economia brasileira cresceu apenas 2,7% no ano passado. O resultado, divulgado nesta terça-feira (6) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), representa menos da metade da expansão de 2010 (7,5%) e ficou bem abaixo das projeções apresentadas pelo governo (5%) e pelos economistas de mercado (4,5%) no início de 2011.
A expansão do PIB (Produto Interno Bruto) no quarto trimestre, ante o terceiro, foi de apenas 0,3%, uma recuperação modesta depois da estagnação registrada nos três meses anteriores. O IBGE revisou hoje o dado do terceiro trimestre para um recuo de 0,1%. Anteriormente, o dado era de estabilidade no período.

Bancos se preparam para aumento da inadimplência

Os bancos se preparam para uma continuação no aumento dos calotes de consumidores e empresas nos próximos meses, informa reportagem de Érica Fraga publicada na Folha deste domingo.

A íntegra da reportagem está disponível para assinantes do jornal e do UOL (empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

A recente elevação das reservas destinadas a cobrir prejuízos com inadimplência e dos juros cobrados nos empréstimos indica cautela das instituições financeiras.

terça-feira, 30 de outubro de 2012

O que fazer para construir e fidelizar uma boa carteira de clientes?

Carteira de clientes

Nos treinamentos de vendas, quando se pergunta aos participantes “qual é o maior patrimônio de uma empresa?”, tem-se como resposta imediata “uma carteira de clientes fieis”. Mas o que significa essa tal carteira de clientes fieis? É fácil mantê-la? Aí as respostas já não têm o mesmo tom e segurança, pois muitos vendedores acham que é difícil a fidelização de clientes nesse mercado competitivo, onde os concorrentes estão sempre os ameaçando com preços baixos.

Por outro lado, quando se pede aos vendedores para fazerem uma análise dos ambientes mercadológicos em que atuam (SWOT), a lista das fraquezas de suas empresas, bem como das ameaças são extensas. Já as fortalezas e oportunidades são mais difíceis de serem relacionadas. Qual será o motivo desse comportamento?

Conceito de shopper marketing já é parte da estratégia de grandes marcas no Brasil

O Shopper Marketing deixou o plano conceitual e já é uma realidade na estratégia de grandes empresas no Brasil. Marcas como Coca-Cola, P&G e Lego compreenderam como usar o método para transformar insights sobre o comportamento de compra do consumidor em elementos para conquistar segundos importantes da atenção do shopper nos pontos de venda. A mensuração dos resultados, no entanto, continua sendo um desafio para as companhias que empregam estas técnicas no seu planejamento.

O conceito chegou ao Brasil por volta de 2007, mas muitas empresas ainda não desenvolveram departamentos específicos para trabalhar com o assunto. A Coca-Cola foi uma das marcas pioneiras ao criar uma área específica voltada para o Shopper Marketing. A companhia já utilizava os insights de pesquisas sobre os consumidores anteriormente, direcionando o foco da estratégia para canais específicos, como lanchonetes, bares e supermercados.

Fiesp obtém apoio de senadores para votar proposta que acaba com incentivos a importados



O presidente da Federação e do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp/Ciesp), Paulo Skaf, esteve nesta terça-feira (28) no Congresso Nacional onde convenceu os parlamentares a acelerar a votação da Resolução 72, em tramitação na casa.
De acordo com o presidente do Senado, José Sarney, a proposta deve tramitar em regime de urgência urgentíssima. Se aprovado, o projeto pode acabar com a chamada Guerra dos Portos, mecanismo de incentivo fiscal oferecido por alguns estados brasileiros no desembaraço de mercadorias importadas em seus territórios.

5 maneiras de cativar o cliente e vender mais


1.  Abordagem – Aborde o cliente com um sorriso ou um semblante alegre. Dê-lhe um bom dia, boa tarde, boa noite, procure saber o nome dele e passe a chamá-lo pelo nome que ele lhe deu.

2.  Por trás ou pela frente? Jamais aborde o cliente pelas costas. Sempre o surpreenda pela frente. Afinal, você é vendedor e não bandido.

3.  Palavras jogadas ao vento – Não perca tempo com expressões desgastadas e que os clientes não suportam mais, como: “Posso ajudar?” “Você já foi atendido?” “Tá precisando de que?” ”Você precisa de alguma coisa?” Troque todo esse arsenal sucateado por novas armas de conquista e uma delas é, sem dúvida o cumprimento.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

3 dicas de precificação de serviços e uma história

Normalmente dar preço a um serviço não é uma tarefa fácil. Diferente de um produto, em que podemos avalia-lo em custos de uma maneira mais clara e objetiva, serviços em geral são complexos de precificar.

Três questões devem ser levadas em conta na precificação de um serviço: Custo, concorrência e o valor agregado ao cliente. 

Custo

Você sabe quanto custa o seu escritório/negócio? Você divide estes custos por área de atuação? Você sabe quanto custa uma ação do início ao fim, tendo incluído o valor de horas dedicadas?

4 tendências de CRM merecem a sua atenção

No ano passado, as duas tendências mais quentes em relação à gestão de relacionamento de clientes foram o Social CRM e o CRM móvel. Para saber se vão continuar a dominar a paisagem e em que outras tendências as empresas devem prestar atenção, a CIO.com conversou com fornecedores de soluções de CRM e alguns analistas, que apontaram as tendências para 2012.
Vamos a elas.

1. Serviços de CRM baseados em nuvem CRM continuarão a crescer

"Os sistema típicos de CRM registrava as informações que pessoas de dentro da empresa tinham sobre os clientes", diz Peter Café, vice-presidente e chefe de Pesquisa da Salesforce.com. Cada vez mais, no entanto, "a informação que é mais importante em um sistema de CRM vem de fora das paredes da empresa, das conversas em redes sociais e em outras fontes externas." Aplicações baseadas na nuvem são ideais para capturar essas informações e transformá-las em inteligência acionável, diz Coffee. Já não faz sentido "continuar a investir em infraestrutura local quando quando os sistemas baseados em nuvem podem fazer um trabalho melhor, com menor custo, de forma mais eficaz", diz ele.

Conheça as competências para se tornar um vendedor profissional

vendedor profissional


Ser um vendedor profissional de sucesso é muito mais que oferecer produtos aos clientes e chegar ao fim do mês com bons números. Para os leigos, aparentemente, o processo parece ser simples: basta ter um vendedor "bom de conversa" e um comprador disposto a gastar dinheiro que o negócio será fechado.

No entanto, trabalhar com vendas, assim como em qualquer outra profissão, exige conhecimento específico e habilidades relacionadas diretamente ao dia a dia. As pessoas já não caem mais no famoso "papo de vendedor" e, atualmente, fazer uma venda é possível apenas para quem prova que as soluções disponibilizadas permitem otimizar os resultados do comprador, em diferentes áreas. Por conta disso, o profissional precisa estar sempre atento ao seu mercado e, além de conhecer profundamente o produto/serviço e as tendências, deve ter mapeado os principais atributos dos concorrentes, tudo para que os argumentos estejam baseados nos seus diferencias e sejam os mais concretos possíveis.

Wikipedia e Youtube - Modelos de Gestão do Conhecimento Corporativo

Vamos observar uma criança de 10 anos com um objetivo pequeno como, instalar uma nova placa de vídeo no seu computador.

Parece uma operação extremamente complicada, e é para muitos mortais, mas se procurarmos no Youtube iremos encontra vídeos de instrução de instalação, detalhado, com uma grande quantidade de detalhes e nem sempre é do próprio fabricante.

A muito se discute o modelo gestão do conhecimento, o processo de formalização do conhecimento e sua forma de difundir na empresa. Porém precisamos quebrar alguns paradigmas para que o processo seja eficiente: "... o processo de aprendizado está pelo menos 300 anos atrasado..", frase dita por Sugata Mitra no Campus Party Brazil 2012.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Dicas para vender mais para a Classe Média ou Classe C (parte 1)

vender para classe média
Começamos aqui uma série de dois textos sobre como aproveitar oportunidades e se organizar para vender mais para a classe média ou classe C. Apesar de não haver uma definição unânime, adotaremos aqui a definição de "classe média" ou "classe C" como aquela que possui renda familiar de 3 a 10 salários mínimos. A renda familiar é a soma dos rendimentos de todas as pessoas de um mesmo domicílio.

Flytour quer treinar 13 mil profissionais neste ano

O Grupo Flytour, por meio da Academia Flytour, anuncia a estruturação de cinco novos centros de treinamento localizados nas cidades de Ribeirão Preto (SP), Curitiba, Cuiabá, Goiânia e Campo Grande.

A iniciativa irá contribuir para que a empresa alcance a meta de 13 mil profissionais treinados neste ano, volume 20% maior que no ano passado. Com isso, a Flytour somará 13 salas de treinamento.

10 dicas práticas para aumentar a taxa de conversão de metas da sua loja online

Ao longo do ano, o tema mais debatido no comércio eletrônico foi a "taxa de conversão". Esse indicador é mensurado a partir do número de pedidos realizados na loja virtual e do número de visitantes. Ele é crucial para a o sucesso da loja, definindo o grau de maturidade e a eficiência. Por isso, alguns gestores acompanham diariamente quais modificações na loja podem impactar na taxa de conversão.

Se você conversar com dez gestores, provavelmente nove dirão que ficariam contentes se a taxa de conversão da sua loja fosse 2%. Isso quer dizer que a cada cem visitantes, somente dois compram. Porém, esses mesmos nove gestores esquecem que muitos clientes chegam até o carrinho de compras e depois abandonam a sua compra. Ou seja, ele demonstrou interesse, teve todo o trabalho de iniciar o processo de compra, mas em um momento crucial ocorreu algo que o fez desistir. Segundo pesquisa da Forester Research em 2010, aproximadamente 90% das pessoas já abandonaram o carrinho pelo menos uma vez.

Empresas usam redes sociais para criar novos produtos

novos produtos




Depois da publicidade e do SAC, empresas estão investindo em uma nova frente nas redes sociais: a inovação.
Pepsico, Whirlpool, Tecnisa e Bradesco, entre outras, monitoram Twitter e Facebook para alimentar suas áreas de criação - e também encaram o desafio de incorporar os dados ao processo tradicional de desenvolvimento de produtos. Desta prática já saíram edifícios com uso compartilhado de bicicletas, sabores de salgadinho e novidades nos serviços bancários.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Especialista ensina a superar fobia por marketing

fobia de vender através do marketing

Em um fórum para advogados na Internet, um dos participantes fez uma pergunta que gerou mais de uma centena de respostas: "Por que razão a maioria dos advogados odeia o conceito de marketing e de vendas?" O advogado e consultor de comunicação John Cunningham leu todas as respostas atentamente. Todos os advogados ofereceram uma possível explicação. Nenhum refutou a ideia de que a maioria dos advogados odeia marketing e vendas, ele disse.

Comércio eletrônico brasileiro registra crescimento de 32%

São Paulo - As vendas pela Internet continuam com um ritmo para lá de acelerado no varejo brasileiro e demonstram que o setor ganha cada vez mais destaque nos gastos dos consumidores locais. Apenas na primeira quinzena de janeiro deste ano, o segmento viu um incremento de 32% em relação ao mesmo período do ano passado, quando as empresas que atuam no comércio eletrônico (e-commerce) faturaram cerca de R$ 1,05 bilhão.
Segundo levantamento divulgado recentemente pela consultoria e-bit, coube aos saldões da primeira semana de janeiro impulsionarem esse desempenho, gerando uma bela receita para as empresas que atuam nas vendas on-line.

3 formas de ganhar mais com Google Docs

ganhe mais com o google docs

Startups e companhias que convivem com orçamentos apertados precisam lançar mão de tudo que podem para economizar recursos. Isso significa, frequentemente, encontrar novas formas de usar ferramentas tecnológicas que vão muito além daquelas listas na descrição do produto.
Pegue o Google Docs como exemplo. Não importa se você tem a versão gratuita ou o Google Apps for Business, com um pouco de criatividade você pode olhar para a funcionalidade core e adaptar a aplicação para suas necessidades. Isso cai como uma luva se você administra um orçamento modesto. Outro benefício é a versatilidade que você agrega quando usa Google Docs e o pacote Office ao mesmo tempo.

Inadimplência do consumidor cresce 16,6% em janeiro, diz Serasa

A inadimplência do consumidor cresceu 16,6% em janeiro frente ao mesmo mês de 2011, segundo indicador divulgado nesta quinta-feira pela Serasa Experian. Já na comparação com dezembro, houve variação negativa de 0,4%.
De acordo com a Serasa, todas as modalidades da inadimplência apresentaram alta no valor médio das dívidas na comparação anual.

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Como ter sucesso no mercado B2B?

”gestão




Por Enio Klein, gerente geral nas operações de vendas da SalesWays no Brasil e professor nas disciplinas de Vendas e Marketing da Business School São Paulo

Antes de analisar o contexto do mercado B2B e pontuar os fatores de sucesso, é importante conceituar alguns pontos relevantes. As características do mercado B2B são diferentes do B2C. Portanto, para que dê resultados, é preciso que o empreendedor realmente o avalie de forma diferente e use conceitos e técnicas adequadas a este mercado. Os processos de venda poderão ser mais longos, mais sofisticados. Poderão exigir uma visão mais técnica e, principalmente, a aprovação de equipes. Adaptar-se a este ambiente e aprimorar as habilidades com o auxílio de ferramentas adequadas são fatores críticos de sucesso para a atuação no B2B.

TST: Ex-vendedor recebe R$ 100 mil por humilhações

A 4ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho rejeitou recurso da Companhia de Bebidas das Américas (Ambev), e manteve decisão da segunda instância que aumentou de R$ 30 mil para R$ 100 mil o valor da indenização por dano moral a ser paga a um ex-vendedor da empresa submetido a maus tratos e humilhação por não atingir metas de venda. Para a ministra Maria de Assis Calsing, relatora do processo, não foi demonstrada desproporcionalidade entre o dano causado ao trabalhador e a culpa da empresa capaz de justificar a redução do valor, como pretendia a Ambev.

Como a nova política de privacidade do Google poderá afetar você?


google

Imagine só, você está a caminho de uma reunião. O transito está caótico como sempre e você de repente recebe uma mensagem de texto dizendo: “Você está atrasado, pegue a próxima saída para uma rota mais rápida”. Esta mensagem vem do Google. Não, está não é a versão Google da Siri é apenas o resultado de uma empresa que resolveu anexar todos os seus serviços em um só, sendo útil ou desnecessário.
“O Google sempre esteve coletando informações sua, isso não mudará”, disse Kurt Opsahl da Electronic Frontier Foundation uma empresa de direito virtual em San Francisco.
A nova política de privacidade que a empresa passará a adotar, substituirá mais de 60 políticas de produtos específicos que incluem o YouTube, Gmail e Google Docs. Segundo o Google, com a nova política de privacidade os usuários terão resultados de busca e anuncios mais adequados aos seus interesses. Isso devido ao compartilhamento de dados entre os serviços Google.

iPad completa 2 anos; relembre a trajetória do tablet da Apple

steve jobs,ipad

O iPad veio à tona em 27 de janeiro de 2010, há exatos dois anos, mas sua origem remonta oito anos antes, quando Steve Jobs estava mais preocupado em fazer um smartphone, o iPhone. De acordo com a biografia de Steve Jobs, de Walter Isaacson, a tela de interface multitoque foi desenvolvida em 2002, quando o então CEO desafiou sua equipe a criar algo superior ao tablet com caneta stylus no qual a Microsoft estava trabalhando. Um amigo seu, engenheiro da empresa de Bill Gates, talvez sem saber, provocava Jobs ao falar do projeto que mudaria o mundo. Mal sabia ele que oito anos depois era o tablet de Jobs que causava uma verdadeira revolução tecnológica ao introduzir algo novo e que seria o primeiro de um mercado em larga expansão desde então.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Facebook vai ajudar vendedores que usam a rede

canal de vendas



O Facebook vai abrir espaço para expositores que quiserem vender pela rede social. Não importa se você é artista, se tem uma loja ou fabrica alguma coisa, em breve poderá comercializar os trabalhos com ajuda de um recurso chamado Collections.

Por enquanto apenas algumas lojas estão testando a novidade: Pottery Barn, Wayfair,

Tecnologia e negócios em 2012

tecnologia em negócios


A não ser que você esteja seguindo o calendário maia e espere o apocalipse para 2012, esse novo ano promete muita coisa.
2011 foi um ano turbulento para a tecnologia e os negócios. E o horizonte desse ano já começa a ser vislumbrado. Veja o que seis especialistas têm a dizer sobre isso:

Tom Standage – Editor digital, The Economist
A tendência número um será o uso de redes sociais nos negócios. Penso que isso será muito significante, porque há muitas razões para as empresas quererem isso.

9 motivos para as empresas ficarem longe das redes sociais

Estudo divulgado pelo Ibope Nielsen Online, o Brasil possui 46,3 milhões de usuários de redes sociais ativos em casa ou no trabalho, ficando em terceiro lugar no ranking mundial de 2011. Mas, sua empresa precisa estar nas redes sociais?
Para a L3 CRM, empresa de Gestão de Relacionamento com Cliente, ser capaz de monitorar tudo o que está sendo falado sobre a companhia não é motivo suficiente. "Apesar de parecer um ótimo negócio, estar nas mídias sociais não é para qualquer um", destaca Leandro Lopes, diretor da empresa.

Veja os nove motivos sugeridos na análise do diretor para a sua empresa ficar longe das redes sociais:

A equação do conhecimento: qual o resultado?

O ano, o longínquo 2001. Para facilitar sua memória, o Google ainda era um "bebê corporativo". Mark Zuckerberg, um adolescente. E eu era um feliz usuário de um celular de tela cinza e teclado de membrana, com acesso a e-mails restrito ao meu computador de mesa.
Mesmo nesse mundo desesperador – pelo menos à luz do que temos hoje ao nosso alcance – o futuro era construído por alguns visionários empreendedores. O cenário, uma grande empresa fornecedora de insumos corporativos, aflita por dois anos de vendas decrescentes e altas taxas de perdas de clientes em um mercado ainda se recuperando de uma crise.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Como manter o controle sobre o processo de vendas

”processo

A maioria dos profissionais de vendas gostaria de pensar que estão no controle do processo de vendas.

A verdade é que a maioria deles não está. O potencial cliente normalmente está no controle.

Por exemplo, quando o potencial cliente diz "Isso parece muito bom, eu acho que temos uma boa chance de fazer negócios" ou "Eu não posso ver um motivo para que não possamos seguir adiante", o profissional de vendas pensa "Eu consegui".

Coaching e Mentoring: ferramentas de tranformações.

O alinhamento das ações e processos de gestão de pessoas com a estratégia da organização se constitui cada vez mais num dos mais importantes desafios para os profissionais da área, que busca a cada processo uma melhor adaptação em relação às expectativas dos seus clientes internos e externos.

Essa capacidade de fazer a diferença entre execução e contribuição, através da exigência, do mundo dos negócios não tem sido atendida por muitos profissionais de Recursos Humanos. Observa-se, porém, acelerado esforço de recuperação por parte de muitos, os mais experientes buscando rapidamente readaptar-se e os mais jovens agregando conhecimentos a sua formação básica.

Quem vai brigar com o tablet da Google? Kindle Fire ou iPad?

celular google



A Google pode estar trabalhando em seu próprio tablet, porém ninguém sabe se ele será capaz de competir com o iPad ou alcançar o Kindle Fire, de acordo com informações do DigiTimes. Conforme o site de Taiwan, membros da cadeia de fornecedores da Google acreditam que a companhia está se inspirando no Kindle Fire para produzir seu próprio tablet de 7 polegadas de 200 dólares rodando Android 4.0.

Apostas da tecnologia para 2012: 3D, novos hábitos de compra e mais tablets



Apostas da tecnologia para 2012: 3D, novos hábitos de compra e mais tablets


RIO - Fora a explosão dos dispositivos móveis - smartphones e tablets -, da maior aceitação mundial da computação em nuvem e da influência das redes sociais, o grande acontecimento no mundo tecnológico em 2011 foi, inegavelmente, a morte de Steve Jobs. Apesar de sua personalidade difícil, foi um verdadeiro gênio cujas realizações causaram impacto irreversível nas vidas dos aficionados pela tecnologia e pela conectividade. Sua biografia, escrita por Walter Isaacson, bateu recordes de venda no mundo inteiro, tanto em e-book quanto no formato tradicional.

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Os erros fatais na hora de vender




São Paulo – Um dos pontos que mais impactam as contas da pequena empresa é uma venda perdida. Deixar de atender o cliente pode prejudicar o negócio como um todo. Certas vezes, os erros fatais passam despercebidos, já que o empreendedor pode confundi-los com acertos.

Por isso, fique esperto. “A forma mais assertiva para identificar um erro é avaliando os ‘nãos’ recebidos. Por exemplo, todo cliente que fala que vai pesquisar e qualquer coisa volta pode ser um indicador importante de possíveis falhas e erros. Empresas e profissionais de sucesso avaliam reiteradamente suas falhas e treinam como melhorar”, diz Diego Maia, presidente do Grupo CDPV e especialista em vendas.

Automação comercial: uma estratégia que vai além das obrigatoriedades fiscais

O varejo tornou-se um segmento privilegiado dentre os demais, visto que hoje temos inúmeros e crescentes estudos para definir estratégias de gestão. Uma variedade de reflexões em relação às estratégias de marketing surge única e exclusivamente para superar as expectativas do novo consumidor 2.0, que são temidos por suas exigências e assim, estimulam a concorrência a oferecer o melhor produto, na hora e local exatos. Ressaltando ainda, a imperativa "sob o menor preço praticado pelo mercado". Ou seja, o consumidor exige e, para satisfazer as suas necessidades, o varejo acata.

Conheça 7 tablets que são alternativas ao iPad

Conheça 7 tablets que são alternativas ao iPad


O iPad, tablet da Apple, foi a primeira ideia de prancheta eletrônica a vingar no mercado. Deu tão certo, que acabou virando sinônimo de tablet há quem diga ter decidido comprar o 'iPad da Samsung'. O aparelho conquistou cerca de 75% do mercado mundial, mas os concorrentes lançaram dispositivos que procuram atrair diferentes tipos de consumidores e tirar um pedaço do terreno da empresa americana.

Celular e e-mail fora do trabalho podem dar hora extra

Em tempos de popularização dos smartphones, uma lei que acaba com a distinção entre trabalho dentro da empresa e à distância, sancionada pela presidente Dilma Rousseff no final de 2011, já gera polêmica entre empregados e empregadores.

A legislação, que alterou a Consolidação Geral do Trabalho (CLT), diz que o uso de celular ou e-mail para contato entre empresas e funcionários equivalem, para fins jurídicos, às ordens dadas diretamente aos empregados, informa reportagem de Maeli Prado e Priscilla Oliveira publicada na Folha desta quinta-feira.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

O agronegócio é o único setor do Brasil que se internacionalizou

”estratégia vendas



Nos voltamos fortemente para a Ásia", afirmou Marcos Jank, especialista em temas globais de agronegócio e bioenergia, durante a realização da 18ª edição do Clube da Fibra, emPunta del Leste. O balanço das exportações brasileiras de 2011 mostra isso; enquanto 28% das vendas foram destinados ao mercado asiático (menos a China), 32% seguiram para a União Europeia e Estados Unidos, 19% para a China e 20% para o resto do mundo. "Em termos de commodities o que está acontecendo atualmente na Ásia é o que vai acontecer na África e essa será a grande oportunidade do Brasil", diz Jank.

Qual o papel de um gerente de marketing digital?

Talvez você ache um pouco estranho que eu, uma pessoa que construiu - e continua construindo - a sua carreira em agências, vir falar sobre o papel de um gerente de marketing digital dentro de uma empresa. Entretanto, o profissional de planejamento é, dentro da agência, aquele deve ser o mais próximo do gerente de marketing da empresa-cliente, pois ambos precisam se preocupar com as estratégias para atingir os objetivos – que sempre terminam no foco em vendas. 
O profissional de marketing digital tem que, acima de tudo, pensar na estratégia do negócio em que atua, na construção e no posicionamento da marca da sua empresa. É ele que vai pensar e encontrar a melhor forma para ampliar as vendas, entrar em novos canais, em como usar a web para melhorar a rentabilidade do negócio. Inclusive, a palavra “rentabilidade” está no jargão desse profissional, pois ele é cobrado por isso, e não é algo diário, é mais no sistema da Tele Sena, de “hora em hora”.

Kindle Fire e indiano Aakash abrem caminho para tablets baratos

O ano de 2012 deve ser pródigo para amantes de gadgets, que podem esperar tablets mais baratos, laptops ultrafinos, smartphones mais inteligentes, máquinas com o novo sistema operacional da Microsoft e até, quem sabe, a mítica linha de televisores da Apple. 


 Depois do Kindle Fire, tablet da Amazon vendido a US$ 200 nos EUA (o iPad custa a partir de US$ 500), o mercado deve ser inundado por tablets básicos com preços inferiores até a US$ 100.

2012: um cenário diferente

O ano de 2011 foi “tenso” por conta da crise financeira internacional. Convocado para solucionar o grave conflito na Zona do Euro, o FMI optou para a sobrevivência, recobrando a confiança, rolando passivos e distribuindo perdas.  A dimensão do problema - a dívida soberana dos países problemáticos a ser rolada em 2012 é o dobro de 2011 - requer um tempo maior para a retomada do crescimento sem inflação.


Com relação à gravidade do quadro atual, a diretora-geral do FMI, Christine Lagarde,  disse que se assemelha em alguns aspectos à década de 30, quando os países se fecharam para sí mesmos e o multilateralismo caiu por terra. Agora, tem-se assistido países aumentarem suas tarifas, criarem obstáculos tarifários e dificultarem os fluxos de capital.

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Quem é culpado quando o cliente é xingado?

Há poucas semanas foi publicada na mídia uma notícia que surpreende a todos os envolvidos no mercado de relacionamento empresa-cliente. A notícia tratava da troca do nome de uma assinante por um xingamento na fatura de TV a cabo enviada a casa desta mesma cliente.

”Eric

Uma cliente teve seu nome trocado para "Vadia" em uma fatura enviada por uma determinada prestadora de serviços. A reação do público não se fez por esperar: no mesmo dia da publicação da primeira notícia sobre este fato, era possível encontrar cerca de 1.099 tweets e mais de 6,1 mil comentários no Facebook sobre o ocorrido.
Uma repercussão tão negativa, assim como o fato em si, deve nos levar a uma reflexão profunda sobre o que levou esta relação ao limite do tolerável. Quem ultrapassou este limite primeiro, a cliente? O agente? Por quê?
Lendo algumas dezenas de comentários e posts sobre este fato, é possível ver que o sentimento principal é de apoio à consumidora. Por outro lado, há também pessoas que já trabalharam (ou ainda trabalham) em um contact center e aproveitaram esta polêmica para dizer que a exaustiva rotina deste ambiente, muitas vezes pontuada por clientes mal educados, pode causar as agressões. De maneira geral, o sentimento era de descontentamento com a marca e com as centrais de atendimento em geral. Pior, muitos posts mostravam "ex-futuros" clientes dizendo que tinham pensado em adotar o serviço e agora não o farão mais.
Não é fácil identificar quem é o responsável por este episódio. Mas é fácil, sim, demonstrar como ele poderia ser evitado.

A coisa esta ficando muito séria e todas as empresas precisam estar atentas. Eduardo Faddul – Direct Link Consultoria
Por: Eric Lieb



www.dlconsultoria.com

Cenário externo favorece desaceleração do PIB e desperta pessimismo

A estagnação do PIB brasileiro no terceiro trimestre reflete, segundo especialistas, tanto as políticas adotadas pelo governo no semestre passado para conter a inflação - políticas que agora estão sendo sentidas com mais força - quanto um momento de pessimismo econômico internacional por conta da crise na Europa.


 Dados do IBGE divulgados nesta terça-feira apontam que o Produto Interno Bruto do país avançou 0% em comparação com os três meses anteriores, após crescer 0,8% no segundo trimestre e 1,3% no primeiro.


 A desaceleração do terceiro trimestre já era esperada - alguns economistas temiam até mesmo um recuo da economia.



Compras coletivas vivem momento de transição no Brasil

Os sites de compras coletivas foram um dos fenômenos de vendas no Brasil em 2010. Após um ano, no entanto, passada a euforia, as empresas do setor buscam inovações para se consolidarem no mercado brasileiro. As tendências para o negócio estão relacionadas ao atendimento ao cliente e às ofertas personalizadas. As mudanças chegam para implementar no Brasil um terceiro momento de gestão das companhias do setor, a de fidelização dos clientes e de interações do mobile e do social commerce.
A primeira etapa do processo foi marcada pela corrida do ouro. A facilidade de montagem da plataforma de vendas e a imediata identificação dos consumidores com o modelo de negócio gerou a criação de mais de duas mil páginas na internet de compras coletivas, segundo dados do Ibope Nielsen Online. O Peixe Urbano lançou a moda no país e alavancou milhões de seguidores, mas o player brasileiro perdeu o primeiro lugar no fim de 2010 para a norte-americana Groupon, a inventora do modelo em 2008.

Tablets na empresa: riscos e recompensas



A iPad foi lançado só 18 meses atrás, mas a proliferação rápida do tablet no mundo corporativo já está mudando a forma como as empresas pensam a produtividade do usuário.


No Enterprise MobileNext Forum, realizado esta semana em San Francisco, um dos assuntos mais discutidos foi os benefícios e desafios da adopção de iPads e outros tablets e dispositivos móveis nas empresas. De acordo o diretor de pesquisa da de propriedade dos empregados, Crawford Del Prete, a quantidade de dispositivos móveis de propriedade dos empregados para acessar aplicativos de negócios cresceu para 41% dos dispositivos em uso em 2011, um aumento de 10% sobre 2010. E vai continuar a crescer nesse ritmo para chegar a 70% dos dispositivos móveis em uso nas corporações até 2015.



sexta-feira, 28 de setembro de 2012

“Não há problema de negócios que um maior crescimento de vendas não resolva”

ganhos aumentam



Há algum tempo , escrevemos sobre criação de valor e chegamos a conclusão que ele se materializa através de um fluxo de caixa de entrada maior que o de saída;

Para que o fluxo de caixa seja positivo é preciso que se diminua o esforço ( investimento) e/ ou se aumente o retorno ou o lucro do empreendimento. Menos esforço e maior retorno é no fim aquilo que todo ser humano quer não é?. O acionista não é diferente...

Vendas das MPE para governo federal crescem 14,7% em 2011

São Paulo - As vendas feitas por micro e pequenas empresas (MPE) para o governo federal entre janeiro e setembro de 2011 foram 14,7% superiores ao volume negociado no mesmo período em 2010. Nos nove primeiros meses deste ano, as MPE venderam o equivalente a R$ 8 bilhões apenas para o governo federal. Em 2010, nesse período, foram vendidos cerca de R$ 7 bilhões. O volume de 2011 é oito vezes superior ao de 2002.

GM vê mercado no Brasil desacelerando por crise em 2012

gm
O crescimento do mercado brasileiro de veículos novos em 2012 ficará abaixo da expansão vista este ano, em meio a uma base de comparação forte com 2011 e eventuais efeitos da crise de dívida da Europa e dos Estados Unidos, afirmou nesta quinta-feira o presidente da General Motors (GM) para América do Sul, Jaime Ardila.

Tablet: Palestra Sales Empowerment

Uma nova interface para a equipe de vendas. Palestramos sobre este tema no dia 24 de novembro de 2011, em Limeira. O Evento foi promovido pelo Sincomércio com o apoio do Senac. Eduardo Faddul


video




www.dlconsultoria.com

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Economia fraca motiva disputa por 'vendedores'

ganhos aumentam



Em um cenário de crescimento mais modesto da economia brasileira, as empresas valorizam mais os funcionários que influenciam diretamente o resultado final do negócio: os profissionais de vendas. Estudo da consultoria Michael Page mostra que o salário desses trabalhadores subiu mais do que os rendimentos de cargos técnicos em 2012, na comparação com o ano passado.



10 tendências de aplicativos de negócios para tablets

Aplicações para tablets estão deixando de ser uma ferramenta de produtividade pessoal para, cada vez mais, ganhar o mundo corporativo, com aplicativos gerenciáveis e seguros que colaboram com iniciativas empresariais. Esta foi a afirmação de David Willis, vice-presidente e analista do Gartner, durante Gartner Symposium ITxpo 2011, realizado em Gold Coast, na Austrália.


Willis relembrou que as aplicações comerciais nas diversas lojas de aplicativos foram desenvolvidos com base em ferramentas de produtividade pessoal, os quais eram baratos e os usuários podiam testá-los livremente. Em comunicado, o VP afirmou que, hoje, os grandes fornecedores de softwares levam o tablet a sério. Para ele, na medida em que os tablets se tornam mais comuns, fornecedores de ERP, CRM, entre outras soluções, pensam em vender tablets com versões dos seus aplicativos.

Mobilidade é no novo Velho Oeste

Minha companhia representa um grupo de fabricantes de produtos e vendemos por meio de lojas e, também, com vendas em campo. Nossos clientes industriais não compram por impulso. Com frequência, nossos representantes de vendas mais especializados os ajudam a entender as necessidades do negócio e recomendam produtos com características que atenderão a essas demandas.


Mobilidade é no novo Velho Oeste

Com o crescimento da linha de produtos para algo até mais sofisticado, entretanto, nossos representantes falham em manterem-se atualizados. No passado, a informação de suporte à força de vendas vinha, principalmente, em materiais impressos e integrava o processo de treinamento. Hoje, tudo isso mudou. Cada fornecedor tem sua própria nova ideia de suportar os produtos, baseada em uma plataforma tecnológica ou ferramenta de escolha.

Aumentando suas vendas

rimeiro passo é descobrir o que está funcionando na sua ou na empresa em que trabalha. Analise se você mesmo está colaborando para as vendas aumentarem. A partir dai analise seus produtos ou serviços e veja em que ponto precisa melhorar. Muitas vezes uma simples mudança interna no comercio já reflete em pontos positivos. Aprenda a analisar veja a reação dos clientes, veja no olhar das pessoas o ar de curiosidades e surpresas. 


Aumentando suas vendas
 Lembre-se que você terá de fazer 10 vezes mais e melhor que sua concorrência. Ou você inova ou o seu negocio será engolido pelas novidades e novas tecnologias que surge dia a dia no campo da arte de encantar o cliente.


 Sou acreditador que as novas tendências mercadológicas vieram com o advento de melhorar e fazer com que permaneça no mercado somente os bons. Aquele comercio de 10, 20 anos atrás que abria as portas e esperava a bel prazer o cliente ir buscar suas mercadorias já não sobrevive nos dias atuais. 
 Esse modelo enfartou e não sobreviveu o novo modelo de vendas adotadas pela atualidade. 

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Networking e Marketing Pessoal


Mas, o que é Networking?

Networking é estabelecer uma rede de relacionamentos pessoais, que permitem a troca de idéias, conselhos, informações, referências, contatos, sugestões, na qual os recursos, habilidades e talentos são compartilhados e agregados.

É criar, manter e usufruir de sua rede de contatos, de forma consciente e sistemática, com a proposta de alavancar seus objetivos pessoais e profissionais. O que move o networking é a troca de informações, a socialização de experiências, um toque de calor humano às informalidades do dia-a-dia. Portanto, não é somente organizar listas ou grupos de contatos de emails ou telefones. Não é aumentar a quantidade de amigos no Facebook ou Linkedin se os mesmos não fazem parte de seus interesses pessoais ou profissionais. O networking vai além disso. O networking exige que você exercite o hábito de manter contato com os integrantes da sua rede.




O networking é uma ferramenta de gestão.

Devemos entender por que é importante manter uma rede de relacionamentos.

Ela é importante para ter visibilidade, gerar oportunidades, ampliar conhecimentos técnicos e proporcionar um feedback que auxilia no redirecionamento profissional ou social.

O networking também funciona como uma rede propaganda gratuita e natural, através da qual nascem novas amizades, novas propostas de empregos ou de negócios. Aumenta-se a cumplicidade.

Para começar sua rede de relacionamentos, primeiro deve-se planejar. Faça as seguintes perguntas: Onde estou? Onde quero chegar? Como chegar? Quais recursos necessito e quais disponho?

Cadastre os contatos pessoais: amigos, colegas de trabalho e de faculdade. Reative antigos contatos. Alimente sua rede com novos contatos. Cultive relacionamentos com telefonemas, cartas, e-mails, agradecimentos, etc.

Circule, conheça gente. Freqüente eventos de seu interesse. Dê uma força a um amigo, afinal não é jogo de interesses. Organize e classifique sua rede em grupos (negócios, particular, faculdade...).

Tenha em mente que o networking é feito por pessoas, não existe relacionamento entre empresas, mas sim entre as pessoas.

Teste seu networking. Faça as perguntas: Quem conheço do último emprego? Quem conheço do emprego atual? Quem conheço da faculdade? Quem são meus visinhos, parentes e amigos mais chegados? Quem eu convidaria para um evento particular?

O networking é tão importante quanto a competência profissional. Uma boa rede de contatos faz com que a pessoa adquira informações que podem representar oportunidades. Também ajuda a resolver problemas que, sozinha, ela não conseguiria resolver. Não adianta ser competente se você não consegue fazer com que suas competências e a qualidade de seu trabalho cresçam e apareçam.

Transmita acessibilidade por meio de linguagem corporal e expressões. Contato visual é importante, olho no olho. Não mantenha contato virtualmente somente, encontre as pessoas pessoalmente também. O calor humano é importante. Crie conexão com os outros observando sua linguagem verbal e não verbal. Coloque menos barreiras para as pessoas entrarem em contato com você. Preocupe-se com as palavras que vai usar. Use o bom senso na hora de vestir. Aqui entra também um pouco do marketing pessoal.
 Há alguns obstáculos que podem atrapalhar o networking. Para muitas pessoas, o mais difícil é superar algumas deficiências como a timidez, a baixa auto-estima, o medo de se expor em público e a arrogância. Para superar esses obstáculos é preciso compreender como cada um deles pode influir em nosso comportamento:

- Timidez – todos nos sentimos embaraçados diante de determinadas situações, é preciso descobrir e enfrentar as causas
- Medo – é um sentimento fundamental na vida do ser humano, ele nos faz tomar cuidados, mas o problema é quando ele se torna exagerado;
- Baixa auto-estima – o indivíduo não confia em si mesmo, é preciso buscar confiança;
- Arrogância – ter sucesso é um bom sinal, mas é preciso tornar cuidado, pois pode "subir na cabeça", é necessário rever conceitos, cultivar a humildade, não querer "aparecer" sempre.


Aonde entra o Marketing Pessoal?

Fazer networking é importante, mas de nada adianta ter uma boa rede de relacionamentos se não se sabe "vender o peixe". Por isso, associado ao networking, deve-se fazer uso do marketing pessoal. Você precisa destacar suas qualidades e seus feitos para aqueles que fazem parte da sua rede, passando uma imagem desejável. Nada de ficar só contando vantagens.

Sua imagem (postura, atitudes, resultados, etc.) é a sua marca pessoal. Para divulgar sua marca, é importante conhecer e cumprir algumas regras:

- Sua marca tem que estar ligada a valores, não adianta querer parecer algo que não acredita. Seja coerente;
- Construir a marca implica autoconhecimento, de forma a corrigir os pontos fracos e valorizar o que se tem de melhor;
- É preciso demonstrar as competências com atitudes;
- Não seja superficial, se não domina o assunto, diga a verdade. Aproveite para aprender;
- Não demonstre aversão ao trabalho e conhecimento, são os valores mais respeitados do mercado;
- Seja simples e direto;
- Vá além das tarefas cotidianas, procure descobrir em que mais pode contribuir para chegar aos resultados;
- Exercite a criatividade e controle a ansiedade;
- Coordene projetos dentro e fora da empresa;
- Não trate os colegas como concorrentes, é preciso ter aliados;
- Nunca abandone um trabalho no meio;
- Retribua favores;
- Aja como um empreendedor;
- Faça críticas construtivas, ofereça soluções e alternativas.


Por fim, entenda que manter uma rede de relacionamentos pode ajudar a atingir os objetivos pessoais e profissionais.

“Este artigo da Administradores.com, explora de forma completa o dilema do momento de todos os profissionais: Marketing Pessoal e Relacionamento, como fazer. Uma grande leitura para compreender o papel das redes sociais e como devemos atuar no sentido de reforçar o nosso marketing e o relacionamento.” Eduardo Faddul - Direct Link Consultoria

Por: administradores.com


www.dlconsultoria.com